Regulamentos

AVISO PASSATEMPOS: Informamos que a loja do jornal de Lisboa vai encerrar no próximo dia 02-03-2018, pelo que haverá uma interrupção na entrega dos prémios dos passatempos entre os dias 02-03 e 09-03 (inclusive).

A partir do dia 12-03-2018, a entrega dos prémios dos passatempos Liga e Ganha vai passar a ser feita nas Torres de Lisboa (Rua Tomas da Fonseca, Torre E, Piso 3, 1600-209 Lisboa), às 5ª feiras, das 10h às 13h e das 14h às 17h30.

Poderá ser feita noutro dia/horário mediante marcação prévia através do e-mail info@ligaeganha.pt

PASSATEMPOS "CHAMADAS"

1. O presente Regulamento aplica-se aos passatempos organizados pela Global Media Group, adiante designada como Global Media, com recurso a chamadas telefónicas por parte dos concorrentes.

2. Os passatempos destinam-se a todos os utilizadores das redes móveis ou fixas nacionais, que sejam maiores de 18 anos ou que, sendo menores, estejam devidamente autorizados pelos pais.

3. Os passatempos têm a duração indicada nas respetivas ações de comunicação, podendo contudo terminar antes da data indicada se forem entretanto atribuídos todos os prémios.

4. A participação nos passatempos implica a realização de chamadas telefónicas para os números indicados para o efeito, a efetuar através de um terminal telefónico conectado às redes fixa ou móvel de telecomunicações. Cada chamada terá um custo de 0,60 euros (sessenta cêntimos), acrescidos de I.V.A. à taxa legal em vigor, independentemente da hora da chamada ou da duração da mesma.

5. O custo da chamada previsto no número anterior apenas deixará de ser cobrado se não estiver a decorrer nenhum passatempo no momento em que a chamada for efetuada, ou se já tiverem sido atribuídos todos os prémios.

6. As chamadas efetuadas para os números indicados para cada passatempo são ordenadas sequencialmente pelo sistema, sendo atendidas automaticamente por ordem de chegada. Serão atribuídos prémios às chamadas recebidas sequencialmente após um intervalo de chamadas pré-definido (por exemplo, a cada 10 chamadas recebidas ou a cada 500 chamadas recebidas, consoante o que estiver indicado no próprio passatempo). A Global Media reserva-se o direito de diminuir o intervalo de chamadas e aumentar o número de prémios a atribuir, no decorrer do passatempo.

7. Em caso de erro tipográfico, como seja no casos de 1) Ao mesmo número de telefone estarem alocados dois prémios de passatempos diferentes em simultâneo, a Global Media reserva-se o direito de cancelar os respetivos passatempos. Em alternativa, poderá manter-se ativo o passatempo que esteja corretamente programado no back office ou com o intervalo maior 2) A indicação referente ao intervalo de atribuição do prémio estar inferior ao programado no back office, a Global Media reserva-se o direito de cancelar o passatempo. Em alternativa, poderá o mesmo manter-se ativo com o intervalo programado no back office ou, sempre que possível, com o intervalo inferior anunciado, que será entretanto reprogramado.

8. As chamadas de participação no passatempo devem ser identificadas com número de origem. As participações efetuadas através de chamadas que não apresentem a identificação do número de origem serão anuladas mas ainda assim cobradas.

São equiparadas a chamadas sem número de origem identificado as chamadas que apresentem um número geral de empresa que não permita a individualização e identificação do participante.

9. Cada participante pode efetuar o número de chamadas que desejar, não havendo limite de prémios por participante, salvo indicação expressa em contrário no passatempo ou em caso de suspeita de incobrável ou fraude, situação esta que poderá levar ao bloqueio de acesso à linha de participação no passatempo, tal como à não atribuição de prémio.

Caso seja verificado um volume anormal de chamadas através do mesmo número, a entrega do prémio só será efectuada após confirmação de boa cobrança das mesmas por parte do operador.

10. Serão considerados vencedores do passatempo os participantes que tiverem efetuado chamadas telefónicas com números sequenciais correspondentes aos números ganhadores.

11. A Global Media não se responsabilizará pelos tempos de entrega dos registos das chamadas por parte dos operadores de telecomunicações, pelo que a informação considerada será sempre a registada pelos respetivos servidores.

12. Os prémios correspondentes aos passatempos objeto do presente regulamento não poderão ser convertidos em outros prémios ou dinheiro, salvo no caso previsto no número seguinte.

Da mesma forma, é estritamente proibida a venda dos prémios pelo vencedor a terceiros. Caso fique provada esta situação, a Global Media ou o parceiro poderão recusar a entrega ou usufruto do prémio em causa.

13. Em caso de rutura de stock do prémio comunicado, o mesmo poderá ser trocado por outro prémio de valor idêntico, a designar pela Global Media.

14. A indicação para levantamento do prémio no seguimento de uma chamada vencedora será feita por meio de uma das seguintes alternativas:

a) Solicitação de indicação, através de teclas do telefone ou telemóvel, do local de levantamento: Lisboa ou Loja do Jornal do Porto.

b) Indicação de consulta dos procedimentos de levantamento no próprio passatempo, qualquer que seja o suporte.

c) Indicação de contacto posterior. Neste caso, a Global Media, diretamente ou por meio de outra empresa sua representante para efeitos dos passatempos, entrará em contacto com os vencedores, no prazo de 15 dias após o respetivo apuramento, através do número de telefone utilizado por estes para realizar a(s) chamada(s) vencedora(s). A Global Media procederá então à recolha dos dados pessoais dos vencedores e à validação da sua participação. No caso de se revelarem infrutíferas as tentativas da Global Media para contactar os vencedores dentro de 2 (dois) dia úteis e após um total de 4 (quatro) tentativas, o vencedor em causa perderá o direito ao prémio.

15. Os vencedores finais serão as pessoas cuja participação seja validada pelo sistema nos casos a) e b) do número anterior, e telefonicamente no caso c) do número anterior.

16. Quando as participações vencedoras forem anuladas por terem sido efetuadas através de uma chamada com número de origem não identificado, o correspondente prémio não será atribuído.

17. Os prémios serão levantados nas Torres de Lisboa, sita na Rua Tomás da Fonseca, Torre E, Piso 3, às 5ª feiras, das 10h às 13h e das 14h às 17h30 e na Loja do Jornal do Porto, sita no Edifício JN, Rua Gonçalo Cristóvão, nº 195, nos dias úteis, das 13h30 às 18h00, sendo disponibilizados no máximo 3 semanas após o final do passatempo e podendo ser levantados durante 1 mês, a contar da respetiva disponibilização, salvo comunicação expressa em contrário.

18. A impossibilidade de receber o prémio dentro do prazo fixado no número anterior não confere ao vencedor o direito a qualquer compensação.

19. Os prémios serão levantados mediante indicação do número de telefone que efetuou a chamada ganhadora, a apresentação de um documento de identificação (Exemplo: Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão/Carta de Condução) e a indicação de qual o passatempo em que o vencedor participou, nomeadamente a respetiva data e publicação/meio, sendo esta informação obrigatória e essencial para a entrega do prémio.

20. Não é permitida a participação nos passatempos:

a) de administradores ou trabalhadores da Global Media, de administradores ou trabalhadores dos operadores de comunicações que prestem serviços no âmbito dos passatempos, e de administradores ou trabalhadores de sociedades que com aquelas se encontrem em relação de grupo;

b) de todos aqueles que se encontrem objetivamente em condições de beneficiarem ilegitimamente de informação privilegiada e não pública, relacionada com o passatempo;

c) através do terminais telefónicos ou de outros equipamentos que permitam a programação da realização automática de chamadas.

21. A violação do disposto no ponto anterior determina a anulação da participação. Em caso de anulação da participação do vencedor, o prémio não será atribuído.

A Global Media, reserva-se o direito de não entregar o prémio ao vencedor, caso o número de origem da chamada vencedora, esteja em situação de falta de pagamento junto da operadora de comunicações.

A Global Media pode igualmente recusar a participação e a entrega do prémio nos casos em que o utilizador do serviço telefónico tenha quantias em dívida respeitantes a contratos de serviço de comunicações anteriormente celebrados com a operadora, nos termos legais aplicáveis.

22. A Global Media não assume qualquer tipo de responsabilidade pelo custo de chamadas efetuadas a partir de um terminal telefónico que não pertença ao participante, como seja o caso de chamadas efetuadas a partir de terminais telefónicos pertencentes a empresas.

23. As imagens dos prémios são meramente ilustrativas e não vinculativas, sendo que os prémios podem ser entregues em caixas que não sejam as originais, nomeadamente em caixas promocionais. O valor do prémio, quando indicado no passatempo, é aproximado e de acordo com o preço de venda recomendado.

24. O regulamento dos passatempos encontra-se disponível para consulta no seguinte endereço internet: www.ligaeganha.pt.

25. A Global Media reserva-se o direito de alterar o presente regulamento, sem necessidade de aviso prévio, passando as novas regras a vigorar logo a partir da respetiva divulgação.

26. A Global Media determinará o critério a aplicar em qualquer situação não expressamente prevista no presente regulamento, sendo a única autoridade interpretativa das mesmas.

27. Quaisquer dúvidas relativamente ao passatempo e respetivas regras poderão ser esclarecidas através do e-mail info@ligaeganha.pt.

28. Para a resolução de qualquer litígio emergente da execução, inexecução, incumprimento, interpretação ou integração do presente regulamento ou resultante da execução do passatempo, que não seja resolvido por mútuo acordo entre as partes, será exclusivamente competente o foro da Comarca de Lisboa, com expressa renúncia de qualquer outro.

29. A participação nos passatempos pressupõe o conhecimento e a aceitação sem reserva das regras estabelecidas no presente regulamento.

30. Os meios de divulgação dos passatempos Global Media são: Jornais diários (Diário de Notícias, Jornal de Notícias, O Jogo), revistas semanais (Evasões, Notícias Magazine), revistas mensais (Volta ao Mundo), sites do grupo Global Media, SMS, entre outros.

Proteção de Dados Pessoais

A Global Media e a operadora de comunicações, procedem à recolha do registo telefónico e dos dados pessoais, em conformidade com o disposto na Lei de Proteção de Dados Pessoais (Lei 67/98) e na Lei de Proteção de dados pessoais no setor das comunicações (Lei n.º 41/2004).

A disponibilização pelos participantes dos respetivos dados pessoais implica o consentimento a que a Global Media os trate de forma a validar as participações, a atribuir os respetivos prémios e a elaborar a listagem final dos participantes.

É permitida para salvaguarda dos operadores de comunicações, o tratamento de dados de tráfego para efeitos de deteção de fraude e na prestação de serviços de valor acrescentado e custo fixo.

A Global Media e a operadora de comunicações que fornecem acesso à linha telefónica do passatempo, poderão fornecer informações de dados de tráfego e de identificação aos tribunais e demais autoridades competentes, nos termos legais aplicáveis.

A cada participante, cuja participação seja considerada válida é assegurado o direito de informação e o direito de acesso aos seus dados pessoais, nos termos dos artigos 10º e 11º da Lei 67/98 de 26 de outubro, utilizando para o efeito o endereço eletrónico info@ligaeganha.pt.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

I. Enquadramento geral

No desenvolvimento da sua atividade a Global Notícias - Media Group S.A., necessita de proceder ao tratamento de Dados Pessoais de vários titulares de dados, nomeadamente de colaboradores, clientes, fornecedores ou prestadores de serviços, intervenientes em procedimentos de contratação pública, bem como de utilizadores dos websites da Global Notícias - Media Group S.A.

Os Dados Pessoais recolhidos pela Global Notícias - Media Group S.A. serão tratados de acordo com as normas regulamentares e legais em vigor.

A presente Política descreve um conjunto de orientações, regras e princípios que deverão ser observados pela Global Notícias - Media Group S.A. para assegurar a proteção dos direitos dos titulares dos dados.

A Global Notícias - Media Group S.A. obriga-se ao cumprimento da sua Política de Privacidade, em conformidade com as obrigações do Regulamento 2016/679/UE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de abril de 2016, relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados, adiante designado como Regulamento Geral de Proteção de Dados ou RGPD.

Neste sentido, a Global Notícias - Media Group S.A. procura garantir que os seus procedimentos internos estão em conformidade com as obrigações legais do RGPD e que os Dados Pessoais dos seus colaboradores, clientes, fornecedores ou prestadores de serviços, e de quaisquer outros titulares cujos Dados Pessoais a Global Notícias - Media Group S.A. trate no âmbito da sua atividade, sejam tratados de acordo com as normas regulamentares e legais em vigor e conservados em segurança.

A presente Política aplica-se a todos os colaboradores da Global Notícias - Media Group S.A., independentemente da natureza do respetivo vínculo. Neste sentido, quer os trabalhadores da Global Notícias - Media Group S.A., quer outros prestadores de serviços, independentemente da natureza do vínculo, mas que sejam envolvidos em operações de Tratamento de Dados Pessoais pelas quais a Global Notícias - Media Group S.A. seja responsável ficam vinculados ao cumprimento das regras e procedimentos aqui previstos, os quais lhes são comunicados.

II. Aplicação

A presente Política aplica-se às operações de Tratamento de Dados Pessoais realizadas pela Global Notícias - Media Group S.A. e pelas quais esta seja responsável, enquanto Responsável pelo Tratamento e/ou entidade Subcontratante.

As regras e procedimentos referidos nesta Política podem ser objeto de concretização noutras políticas, processos ou normativos internos.

A presente Política é definida e aprovada pelo Conselho de Administração da Global Notícias - Media Group S.A., após parecer do Encarregado de Proteção de Dados (EPD) / Data Protection Officer (DPO)

Sempre que necessário, a Global Notícias - Media Group S.A. procederá à alteração da presente Política. A Política de Privacidade será actualizada, pelo menos, sempre que se releve necessário em atenção a alterações legislativas ou regulamentares ou às melhores práticas aplicáveis neste âmbito que a Global Notícias - Media Group S.A. deva observar. Quaisquer alterações serão aprovadas pelo Conselho de Administração da Global Notícias - Media Group S.A., em coordenação com o Encarregado de Proteção de Dados (EPD) / Data Protection Officer (DPO).

III. Quem realiza operações de tratamento sobre os seus dados

No curso de suas atividades diárias, a Global Notícias - Media Group S.A. pode obter, tratar e armazenar Dados Pessoais.

De acordo com a legislação europeia e portuguesa em matéria de protecção de Dados Pessoais, os mesmos devem ser obtidos e tratados de forma justa, lícita e transparente.

Global Notícias - Media Group S.A. está empenhada em garantir que a sua equipa tem conhecimento adequado da legislação e das práticas de protecção de Dados Pessoais, a fim de poder antecipar e identificar quaisquer questões de protecção de Dados Pessoais que possam surgir. Nessas circunstâncias, a equipa deve assegurar que o Responsável pelo Tratamento é informado, garantindo que as acções correctivas apropriadas são tomadas, de forma garantir os direitos, liberdades e garantias dos titulares de Dados Pessoais.

Global Notícias - Media Group S.A. pode partilhar Dados Pessoais dos titulares dos dados com Subcontratantes, desde que necessários para a normal prestação dos seus serviços, de acordo com as disposições legais e contratuais em vigor.

O acesso dos Subcontratantes aos Dados Pessoais no âmbito de operações nas quais a Global Notícias - Media Group S.A. é Responsável pelo Tratamento é regulado pelo contrato celebrado com os seus Subcontratantes.

Neste sentido, a Global Notícias - Media Group S.A. assegura contratualmente e verifica regularmente que os Subcontratantes são entidades fiáveis e oferecem as garantias de protecção adequadas, designadamente não lhes sendo transmitidos dados para além dos necessários à prestação do serviço contratado.

Igualmente no âmbito de operações nas quais a Global Notícias - Media Group S.A. é Responsável pelo Tratamento, a Global Notícias - Media Group S.A. pode ainda partilhar os Dados Pessoais com outros Responsáveis pelo Tratamento, de forma a realizar as operações de Tratamento necessárias para a prestação dos serviços contratados e nos termos das disposições legais em vigor. No âmbito da referida responsabilidade conjunta, o acordo em vigor entre as partes identifica de modo transparente, designadamente, as respectivas finalidades e responsabilidades no cumprimento da legislação de protecção de Dados Pessoais em vigor, garantindo e salvaguardando os direitos e liberdades dos titulares dos dados através do estabelecimento de canais de comunicação atinentes à resposta aos pedidos dos referidos titulares.

Independentemente da relação existente entre os Destinatários de Dados Pessoais, a Global Notícias - Media Group S.A. define, através de contrato formal e escrito, a delimitação das obrigações em matéria de Dados Pessoais, a finalidade específica ou os propósitos pelos quais estão envolvidos e a garantia de que os mesmos procedem às operações de Tratamento dos Dados Pessoais em conformidade com o disposto na legislação portuguesa e europeia de Protecção de Dados Pessoais.

IV. Com quem a GLOBAL NOTÍCIAS - MEDIA GROUP S.A. pode partilhar os dados:

- Prestadores de serviços de suporte informático, técnico e operacional; - Clientes e/ou Fornecedores; - Entidades que com a Global Notícias - Media Group S.A. se encontrem em relação de coligação societária, de participações recíprocas, de domínio ou de grupo; - Órgãos Judiciais, órgãos de Polícia, Autoridades Administrativas, designadamente entidades públicas nacionais ou internacionais com função de supervisão e regulação.

V. O que a GLOBAL NOTÍCIAS - MEDIA GROUP S.A. faz com os dados

Na sua atividade, a Global Notícias - Media Group S.A. trata os Dados Pessoais de diversas categorias de titulares de dados.

Contudo, e dado o especial enquadramento da atividade jornalística da Global Notícias - Media Group S.A., é preciso distinguir o tratamento de Dados Pessoais para fins jornalísticos e o tratamento de Dados Pessoais para fins operacionais e de produção de entretenimento.

A proteção de Dados Pessoais, nos termos do RGPD, não prejudica o exercício da liberdade de expressão, informação e imprensa, incluindo o tratamento de dados para fins jornalísticos e para fins de expressão académica, artística ou literária.

No âmbito da sua atividade jornalística a Global Notícias - Media Group S.A. deve respeitar a privacidade dos cidadãos exceto quando estiver em causa o interesse público. Global Notícias - Media Group S.A. obriga-se, antes de recolher declarações e imagens, a atender às condições de serenidade, liberdade, dignidade e responsabilidade das pessoas envolvidas.

Enquanto Responsável pelo Tratamento, a Global Notícias - Media Group S.A. garante que todos os Dados Pessoais:

- São obtidos para fins específicos, lícitos e claramente definidos - o titular dos dados tem o direito de questionar o (s) objectivo (s) para o (s) qual (quais) a Global Notícias - Media Group S.A. mantém os seus Dados Pessoais, e a Global Notícias - Media Group S.A. poderá informar de forma clara quais os propósitos ou as finalidades do Tratamento; - São compatíveis com os propósitos para os quais foram obtidos; - São conservados com medidas de segurança apropriadas, implementadas ou a implementar, para proteger contra o acesso não autorizado, ou alteração, destruição ou divulgação de quaisquer Dados Pessoais detidos pela Global Notícias - Media Group S.A. enquanto Responsável pelo Tratamento; - São mantidos de forma precisa, completa e actualizada, quando necessário; - Não são recolhidos se forem excessivos; - São mantidos apenas pelo tempo necessário.

Nestes termos os Dados Pessoais recolhidos serão tratados de acordo com as seguintes finalidades:

a) Dados de Clientes

Global Notícias - Media Group S.A. realiza operações de tratamento relativamente aos Dados Pessoais dos seus Clientes para garantir o cumprimento de contratos acordados com os titulares dos dados ou com os Responsáveis por Tratamentos Conjuntos (relativamente aos dados e titulares de dados por estes recolhidos, como contrapartes, trabalhadores e outros). Os Dados Pessoais ora identificados e sujeitos a operações de Tratamento, encontram-se ao abrigo de uma situação de necessidade para a execução de um contrato ou para diligências pré-contratuais, ou para o cumprimento de obrigações jurídicas, sem prejuízo da eventual aplicação de outras situações legalmente previstas.

Os dados de categoria especial relativos a Clientes ou obtidos através de Clientes serão sujeitos a operações de tratamento, na medida em que sejam necessários à declaração, ao exercício ou à defesa de um direito num processo judicial, ou se o tratamento for necessário por motivos de interesse público importante, designadamente em sede de prevenção de branqueamento de capitais e de financiamento do terrorismo, sem prejuízo da eventual aplicação de outras situações legalmente previstas.

O tratamento de Dados Pessoais de Clientes ou obtidos através de Clientes, relacionados com condenações penais e infracções ou com medidas de segurança conexas serão sempre objecto de garantias adequadas a salvaguardar os direitos e liberdades dos titulares dos dados, sendo as operações relevantes neste âmbito limitadas ao estrito cumprimento das obrigações jurídicas aplicáveis.

b) Dados de colaboradores, candidatos a um posto de trabalho, prestadores de serviços e outros titulares

No desenvolvimento da sua atividade, a Global Notícias - Media Group S.A. trata Dados Pessoais de colaboradores ou candidatos em processos de recrutamento tendo em vista as finalidades abaixo.

Os colaboradores da Global Notícias - Media Group S.A. que, independentemente do vínculo contratual, lhe prestem serviços que impactem com Dados Pessoais dos demais titulares de dados pessoais estão também abrangidos pela presente Política.

A utilização dos Dados Pessoais facultados por estes titulares é feita sempre no contexto do vínculo contratual e para execução do contrato, salvo consentimento do titular relativamente a finalidades explícitas ou em casos em que haja lugar à aplicação de outro fundamento previsto em norma legal ou regulamentar.

Nalguns casos, por obrigação legal, a Global Notícias - Media Group S.A. deverá reter os dados destes titulares após o termo do vínculo contratual, caso em que o titular será, aquando da recolha, informado quanto aos períodos de conservação aplicáveis ou aos critérios segundo os quais os mesmos poderão ser identificados.

Na assinatura do contrato, os trabalhadores ou prestadores de serviços deverão assinar um acordo de confidencialidade, comprometendo-se a não divulgar qualquer informação a que tenham acesso durante o vínculo contratual com a Global Notícias - Media Group S.A., em especial Dados Pessoais de outros titulares, e a obedecer à presente Política, de acordo com os termos aplicáveis em cada momento em resultado de qualquer alteração que seja efetuada à mesma.

VI. Encarregado de Proteção de Dados (EPD) / Data Protection Officer (DPO)

Em conformidade com as normas legais e regulamentares aplicáveis, a Global Notícias - Media Group S.A. nomeou um Encarregado de Protecção de Dados (EPD) ou Data Protection Officer (DPO), com os contatos abaixo indicados.

VII. Direitos dos titulares dos dados

De acordo com os requisitos legais e regulamentares em matéria de proteção de Dados Pessoais, a Global Notícias - Media Group S.A. garante que os titulares dos dados podem exercer os seus direitos.

Para exercer os seus direitos em matéria de proteção de Dados Pessoais, os titulares de dados devem contactar a Global Notícias - Media Group S.A. através dos contactos indicados na presente Política.

A Global Notícias - Media Group S.A. poderá, sempre que considere adequado, proceder à prévia verificação da identidade do requerente.

Os pedidos de exercício de direitos serão respondidos sem demora injustificada, no prazo máximo de um mês a contar da data de receção do pedido.

Perante uma elevada complexidade do pedido ou número de pedidos realizados, o período de resposta poderá ser prorrogado até dois meses.

Caso o período de resposta seja prorrogado, a Global Notícias - Media Group S.A. informará o titular dos dados, num prazo máximo de um mês após a data de receção do pedido, dos motivos do atraso na resposta ao pedido.

A Global Notícias - Media Group S.A. procura responder a todos os pedidos, sendo os mesmos alvo de análise de forma a verificar se a sua satisfação se encontra em conformidade com os requisitos legais e regulamentares aplicáveis.

O titular dos dados poderá invocar o seu direito por um dos canais apresentados nos contactos abaixo elencados.

VIII. Confidencialidade, conservação e medidas de segurança

Os Dados Pessoais são conservados pela Global Notícias - Media Group S.A. no estrito cumprimento das normas regulamentares e legais aplicáveis, ou pelo período indispensável para a satisfação das finalidades que motivaram o seu Tratamento.

A Global Notícias - Media Group S.A. procura cumprir com todas as obrigações legais, também no que diz respeito à conservação e atualização dos Dados Pessoais. O armazenamento e destruição dos Dados Pessoais são levados a cabo de maneira segura. Os Dados Pessoais recolhidos são os estritamente necessários e protegidos de perda, má utilização, acesso não autorizado ou exposição.

A Global Notícias - Media Group S.A. garante a segurança dos Dados Pessoais e o cumprimento de todas as obrigações legais em caso de quebra de segurança.

Para garantir a segurança dos Dados Pessoais, a Global Notícias - Media Group S.A. tem implementado um conjunto de medidas e procedimentos técnicos e tecnológicos adequados a tal propósito.

A Global Notícias - Media Group S.A. utilizará uma gama de controlos de segurança de Dados Pessoais, definida de acordo com as necessidades inerentes à sua atividade e com as políticas de segurança, e monitorizará ativamente esses controlos para detetar falhas ou

violações, incluindo a revisão das autorizações de acesso a Dados Pessoais, próprios ou de terceiros, por parte dos titulares dos dados e dos colaboradores da Global Notícias - Media Group S.A.

IX. Contactos

Para todas as questões relacionadas com a presente Política de Privacidade ou dos dados pessoais dos respetivos titulares, a Global Notícias - Media Group S.A. disponibiliza os seguintes meios de contacto:

a) Encarregado de Proteção de Dados (EPD) / Data Protection Officer (DPO)

- Email: dpo@globalmediagroup.pt - Morada: Rua Gonçalo Cristóvão, 195-219 | 4049-011 Porto

b) Contactos para invocação dos direitos dos titulares

Os pedidos de invocação de direitos poderão ser submetidos através de qualquer um dos seguintes meios de comunicação:

- E-mail: dados@globalmediagroup.pt - Morada: Departamento de Proteção de Dados | Rua Gonçalo Cristóvão, 195-219 | 4049-011 Por

Nos passatempos "CHAMADAS" todas as chamadas têm um custo associado de 0,60 euros (sessenta cêntimos), acrescido de IVA